sexta-feira, 27 de janeiro de 2017

Minhas impressões - Ninféias negras - Michel Bussi

*** Livro enviado pela Editora Arqueiro, parceira do blog ***


A história já começa com uma senhora idosa olhando para o corpo do médico oftalmologista Jérôme Morval, que tem o crânio esmagado e a cabeça parcialmente imersa no rio Ru. Ela está com seu cão, Netuno, e é a narradora da história. Sua atitude é suspeita, assim como seus pensamentos. Os capítulos intercalam-se entre a narrativa dela, cujo nome não é citado, e a narrativa em terceira pessoa de outras cenas, como as do inspetor Laurenç Sérénac, encarregado da investigação do crime. Sabemos de antemão que essa história envolve essa senhora de 84 anos, a professora primária Stéphanie Dupain, de 36 anos e Fanette Morelle, de 11 anos. Tudo acontece em uma espécie de vilarejo francês, chamado Giverny, famoso por conter a casa e os jardins do artista Claude Monet.
A narradora deixa bem claro que está satisfeita com sua condição de quase viúva, e que não hesitará em antecipar a partida do marido, que está muito mal no hospital. A professora, quando questionada pelo inspetor sobre seu possível romance com o médico assassinado, coloca a culpa na cidade pequena, na falta de assunto das fofocas, e apenas diz que é casada. A menina tem seus dotes artísticos elogiados por um americano que passa os dias pintando próximo ao moinho onde mora a senhora idosa. O moinho da bruxa, como é conhecido por alguns habitantes do vilarejo.
A idosa resolve revelar à Patricia Morval, viúva de Jérôme o que sabe sobre o assassino dele, e Patricia resolve pedir a um delegado aposentado que faça uma investigação paralela sobre o assassinato. O assistente de Sérénac revela a ele que descobriu ter havido uma outra morte, há mais de 70 anos, de um garoto de 11 anos, no mesmo local e da mesma forma que Jérôme, crânio esmagado e parcialmente submerso. Ele acha que isso pode ter relação com o postal encontrado no bolso da vítima, que eles estavam concluindo ter relação com um(a) possível filho(a) de Morval.
Sérénac está convencido de que foi o marido de Stéphanie quem matou o médico, por motivos passionais. A senhora idosa sempre está a par do que acontece e com quem, e deixa claro para o leitor que novas mortes acontecerão, e que tudo é uma trama muito bem elaborada, envolvendo ela mesma, Stéphanie e Fanette. Só fica no ar até que ponto ela está envolvida no que aconteceu e no que ainda está por vir. O delegado aposentado contratado por Patricia segue o rastro da morte do garoto em 1937. Essa foi uma pista fornecida pela senhora para a viúva de Morval. Quando tudo é esclarecido, e finalmente é revelado o quem, o quando e o porque, confesso que me surpreendi. Teci algumas hipóteses, mas nenhuma chegou perto da verdade.

O primeiro livro que li de Michel Bussi foi "O voo da libélula" (aqui), e foi igualmente surpreendente. Que histórias! Tramas bem elaboradas com desfechos inimagináveis.



Nome: Ninféias negras
Autor: Michel Bussi
Editora: Arqueiro
Sinopse:
Giverny é uma cidadezinha mundialmente conhecida, que atrai multidões de turistas todos os anos. Afinal, Claude Monet, um dos maiores nomes do Impressionismo, a imortalizou em seus quadros, com seus jardins, a ponte japonesa e as ninfeias no laguinho.
É nesse cenário que um respeitado médico é encontrado morto, e os investigadores encarregados do crime se veem enredados numa trama em que nada é o que parece à primeira vista. Como numa tela impressionista, as pinceladas da narrativa se confundem para, enfim, darem forma a uma história envolvente de morte e mistério em que cada personagem é um enigma à parte – principalmente as protagonistas.
Três mulheres intensas, ligadas pelo mistério. Uma menina prodígio de 11 anos que sonha ser uma grande pintora. A professora da única escola local, que deseja uma paixão verdadeira e vida nova, mas está presa num casamento sem amor. E, no centro de tudo, uma senhora idosa que observa o mundo do alto de sua janela.
Sinopse: http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ninfeiasnegras/
Imagem: arquivo particular

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...