segunda-feira, 24 de outubro de 2016

Minhas impressões – Menina má – William March


Rhoda Penmark tem 8 anos e é uma criança incomum, muito séria, perfeccionista e extremamente organizada. Demonstra poucos sentimentos, vivendo em seu próprio mundo de leituras e quebra cabeças. Sempre tem ótimas notas, e comportamento exemplar, mas não conquista a simpatia de muitas pessoas, principalmente outras crianças.
Sua família mora a pouco tempo na cidade, e Rhoda estuda na Escola Primária Fern. Seu pai, Kenneth, trabalha na Marinha, e passa grandes períodos longe de casa, e no verão de 1952 está ausente. A mãe da menina, Christine, fica com ela, e conta com o apoio de duas vizinhas, nos cuidados com a criança, e a mais presente delas é Monica Breedlove.
Ao final do ano letivo da Escola Fern, uma medalha foi entregue à criança que mais progrediu em caligrafia, e Rhoda estava certa de que ganharia o prêmio, que acabou sendo entregue a Claude Daigle, um garoto tímido da mesma turma de Rhoda. A garota ficou muito desapontada por não ter ganho a medalha, e isso ficou ainda mais evidente quando, no passeio do piquenique de verão, que marca o início das férias escolares, ela perseguiu Claude e insistiu em pedir a ele que a deixasse ficar com a medalha, mas só conseguiu amedronta-lo cada vez mais.
Quando Christine fica sabendo que Claude apareceu morto no lago do local do piquenique, e que Rhoda foi vista pouco tempo antes rondando o garoto, a princípio fica aflita que a filha fique impressionada com a situação, mas logo percebe que ela pode estar envolvida de alguma forma com o que aconteceu, e lembranças de outra morte acontecida dois anos antes, envolvendo a presença de Rhoda, começam a perturba-la. Chama a atenção também o fato de a medalha que Claude carregava presa à blusa, objeto da cobiça de Rhoda, ter desaparecido de seu corpo.
Rhoda não parece ter sido afetada de forma alguma pela morte do colega, e segue suas rotinas normalmente. As irmãs Fern, donas da escola onde ela estuda, informam a Christine que não será possível manter Rhoda na escola no próximo ano, dizendo que a garota não se adaptou aos seus métodos. Mais uma vez Christine tem recordações, dessa vez da escola anterior de Rhoda, de onde ela também foi convidada a retirar-se.
Monica havia apresentado a Christine o sr. Reginald Tasker, um jornalista amigo seu, que coleciona histórias de assassinos. A princípio, Christine não se interessa muito pelos arquivos de Reginald, mas quando ele cita um caso especial a que o pai de Christine, também jornalista, foi considerado especialista, ela começa a ter algumas lembranças estranhas de sua infância. Paralelo a isso, ela faz descobertas desconcertantes a respeito do comportamento da filha, o que somado a essas lembranças do passado, a deixam um tanto quanto transtornada.

Com uma leitura dessas, é difícil não parar para pensar como surge a maldade nas pessoas, a crueldade sem remorso, a completa falta de senso de culpa ou responsabilidade pelos seus atos. Por outro lado, penso na mãe da menina, que tomando consciência dos atos da filha, fica em uma situação extremamente delicada, sem saber que atitude tomar com relação a garota. O final foi surpreendente, e eu diria que essa foi uma leitura muito interessante.


Nome: Menina má
Autor: William March
Editora: Darkside
Sinopse:

Quando nasce a maldade?
Nascemos todos inocentes e somos corrompidos pelo mundo à nossa volta? Ou será a maldade uma espécie de semente que carregamos dentro de nós, capaz de brotar mesmo na mais adorável das crianças?
Publicado originalmente em 1954, Menina Má se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro "apavorantemente bom".
Será a maldade uma semente dentro de nós?
Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola?
A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.
Imagem original e sinopse adaptada de: http://www.darksidebooks.com.br/menina-ma/

Um comentário:

  1. Nossa, só de ler sua resenha tive arrepios. Como lidar com crianças deste nível? Muito delicada mesmo a situação em que a mãe da menina se encontrou.

    Beijos

    ResponderExcluir

Deixe seu comentário!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...