quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Minhas impressões – Joyland – Stephen King

http://www.objetiva.com.br/livro_ficha.php?id=1568

A história é contada por Devin Jones, 40 anos depois dos acontecimentos. Ele tinha 21 anos na época e conseguiu um emprego de verão no parque de diversões Joyland. No dia da entrevista, conversando com um futuro colega de trabalho, e com a dona da pensão onde alugou um quarto para o período de trabalho no parque, fica sabendo que uma moça foi assassinada no trem fantasma quatro anos antes, e que alguns trabalhadores do parque alegam terem visto a garota assombrando as instalações do brinquedo, durante a limpeza da madrugada.
A dona da pensão, sra. Emmalina Shoplaw, conta a história do assassinato de Linda Gray com detalhes para Devin, e ele fica muito curioso para ver com seus próprios olhos se a moça aparece ou não.
Devin achava que Wendy, sua namorada, era o amor da sua vida e não percebia que ela não via o relacionamento deles da mesma forma que ele via. Quando no verão ele vai trabalhar em Joyland e ela em um parque em outra cidade, não demora para essa diferença aparecer e Wendy deixar Devin a ver navios. Ele fica com o coração partido e resolve estender seu trabalho no Joyland por um ano, para esquecer Wendy e descobrir mais sobre o assassinato de Linda Gray, fascinado pela história do fantasma que aparece de vez em quando. Ele faz amizade com Ann e Mike, mãe e filho que moram entre a pensão e o Joyland, além do pessoal do parque e da pensão. Mike tem distrofia muscular, e tem dificuldades para se locomover. Além disso, ele tem uma certa mediunidade, e fala algumas coisas que deixam Devin intrigado, tanto quanto ele ficou com as revelações que Madame Fortuna, a vidente do parque, fez e acertou sobre a sua vida.
Tudo vai seguindo relativamente bem, até que o assassino de Linda descobre que Devin está pesquisando o caso e resolve entrar em cena novamente.
Gostei muito dessa história, a narrativa é bem leve e fácil de acompanhar. Achei o desfecho coerente e surpreendente.

*************************************
Nome: Joyland
Autor: Stephen King
Editora: Suma de letras
Sinopse:
Carolina do Norte, 1973. O universitário Devin Jones começa um trabalho temporário no parque Joyland, esperando esquecer a namorada que partiu seu coração. Mas é outra garota que acaba mudando seu mundo para sempre: a vítima de um serial killer.
Linda Grey foi morta no parque há anos, e diz a lenda que seu espírito ainda assombra o trem fantasma. Não demora para que Devin embarque em sua própria investigação, tentando juntar as pontas soltas do caso. O assassino ainda está à solta, mas o espírito de Linda precisa ser libertado — e para isso Dev conta com a ajuda de Mike, um menino com um dom especial e uma doença séria.  
O destino de uma criança e a realidade sombria da vida vêm à tona neste eletrizante mistério sobre amar e perder, sobre crescer e envelhecer — e sobre aqueles que sequer tiveram a chance de passar por essas experiências porque a morte lhes chegou cedo demais.
http://www.objetiva.com.br/livro_ficha.php?id=1568

2 comentários:

  1. Ainda não li nenhum livro do Stephen. Talvez esse seja o primeiro que lerei.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dizem que esse é o mais leve dos livros dele. Estou querendo me arriscar a ler algum outro para ver como é.

      Excluir

Deixe seu comentário!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...