segunda-feira, 29 de junho de 2015

Minhas impressões - Eu estive aqui - Gayle Forman

***Livro enviado pela Editora Arqueiro, parceira do blog***

Quando você acha que conhece uma pessoa tão bem a ponto de considerá-la sua melhor amiga, e depois de um certo distanciamento entre vocês descobre que essa pessoa se suicidou, deve ser inevitável sentir um pouco de culpa, achar que de alguma forma negligenciou essa amizade e que isso possa ter contribuído para esse fim, embora os motivos que levem alguém a cometer esse ato extremo contra si sejam muito particulares e até secretos, dificilmente podendo alguma outra pessoa ser culpada de fato, além do próprio suicida. Penso que a escuridão e os terrores que habitam a mente de muitas pessoas sejam de fato perigosas. Aparentemente podem não parecer, mas acredito que só quem vivencia isso em sua própria vida pode dizer realmente quais são os fantasmas que lhe perseguem e atormentam sua paz de espírito. Esse livro não deixa de ser um alerta.
Vamos à história em si...

Meg era uma garota esperta e aparentemente alegre, tinha um estilo todo seu, curtia bandas de rock desconhecidas e era fascinada por vaga-lumes. Ela e Cody eram melhores amigas desde o jardim de infância, e tinham planos de irem juntas para a faculdade, mas Meg conseguiu uma bolsa de estudos em Tacoma, enquanto Cody, por dificuldades financeiras, opta por ficar em sua cidade natal com a mãe Tricia, cursando a faculdade comunitária da região e fazendo faxina para ajudar no orçamento. A família de Meg considera Cody como parte da família, e o sentimento é recíproco, já que Cody acabava passando mais tempo com eles do que com a própria mãe, que trabalha à noite e sempre está com um namorado novo por aí. Após a partida de Meg para Tacoma, a amizade das duas acaba esfriando um pouco, pois Cody se sente à parte da nova vida de Meg. Ela vai passar um final de semana com a amiga na república onde ela mora, mas acaba voltando mais cedo porque fica pouco à vontade com seus novos amigos e sua vida atual. Depois disso elas conversam muito pouco, e quando a notícia do suicídio de Meg chega à cidade, Cody sente-se muito culpada, se cobra por não ter dado maior atenção à amizade, e se pergunta porque Meg não conversou com ela sobre as dificuldades que vinha enfrentando. Os pais de Meg, Joe e Sue, pedem que Cody vá até a república buscar as coisas dela, porque não se sentem capazes de fazer isso. Ela vai, e lá conhece melhor os companheiros de república dela, e outros amigos, como Ben, que também está se cobrando por não ter sido um bom amigo e ter de certa forma afastado Meg de sua vida. Quando Joe e Sue dão à Cody o notebook que era de Meg, ela fica sem graça, mas se vê obrigada a aceitar o presente. Ela resolve pesquisar nos arquivos da amiga algo que possa esclarecer o que estava acontecendo em sua vida, e o que encontra acaba esclarecendo algumas coisas, mas deixa tudo ainda mais confuso. Ela e Ben resolvem ir à fundo na história, e com a ajuda de Harry, outro colega de Meg, entram em arquivos que ela tentou sem sucesso eliminar do computador, e ficam alarmados com o que descobrem sobre a amiga e as pessoas com as quais ela vinha se correspondendo. Cody sente-se na obrigação de descobrir tudo o que se passava com a amiga, e arrasta Ben para uma viagem atrás de uma dessas pessoas com quem Meg conversou antes de se matar. Durante essa viagem, Cody e Ben descobrem muitas coisas sobre eles mesmos também. Conversando sobre seus passados, descobrem que não são assim tão diferentes um do outro como parecia a princípio. Depois da viagem, Cody descobre também que a resposta para suas perguntas sobre Meg estava sempre muito perto, apenas escondida em um segredo de família.

Arquivo particular


Nome: Eu estive aqui
Autora: Gayle Forman
Editora: Arqueiro
Sinopse
Quando sua melhor amiga, Meg, toma um frasco de veneno sozinha num quarto de motel, Cody fica chocada e arrasada. Ela e Meg compartilhavam tudo... Como podia não ter previsto aquilo, como não percebera nenhum sinal? A pedido dos pais de Meg, Cody viaja a Tacoma, onde a amiga fazia faculdade, para reunir seus pertences. Lá, acaba descobrindo muitas coisas que Meg não havia lhe contado. Conhece seus colegas de quarto, o tipo de pessoa com quem Cody nunca teria esbarrado em sua cidadezinha no fim do mundo. E conhece Ben McCallister, o guitarrista zombeteiro que se envolveu com Meg e tem os próprios segredos. Porém, sua maior descoberta ocorre quando recebe dos pais de Meg o notebook da melhor amiga. Vasculhando o computador, Cody dá de cara com um arquivo criptografado, impossível de abrir. Até que um colega nerd consegue desbloqueá-lo... e de repente tudo o que ela pensou que sabia sobre a morte de Meg é posto em dúvida. 

http://www.editoraarqueiro.com.br/livros/ver/326

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Deixe seu comentário!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...